Dicas de Organização
Passo a Passo da Organização
20 de novembro de 2019
0

POR ONDE COMEÇAR

PASSO 1: Defina uma data para começar.

Quanto tempo você vem adiando a organização do roupeiro,cozinha ou do quarto das crianças?

Seja contratando uma Personal Organizer ou fazendo por si mesmo o primeiro passo é tornar isto UM COMPROMISSO.

A maioria das pessoas não gosta de arrumar a casa, e se você não tiver isto definido, até o convite pra tomar banho de chuva vai ser desculpa pra você adiar a organização.

Por isso, não subestime essa tarefa e faça acontecer! Estipule um dia e horário em que você vá realizar. E torne-a mais agradável possível, vista uma roupa confortável, coloque uma boa música, abra as janelas, e convoque alguem pra lhe ajudar, se preferir.

Tenha em mente que, se você encontrar boas soluções, esta organização mais pesada vai ser um investimento que vai facilitar muito a sua vida no dia a dia. Com uma boa organização nossa rotina fica muito mais prática e otimizada. 

PASSO 2: 🗂 Categorize os itens

Seja na cozinha, no quarto ou qualquer outro ambiente que tenha escolhido organizar, comece separando item à item.

Essa.parte é a minha preferida, é uma espécie de jogo onde você deva unir todos os itens em comum, da mesma família… eletrônicos com eletrônicos, copos com copos, calças com calças e assim por diante.

Eu trabalho descendo os itens de cima pra baixo e raciocino melhor quando vejo tudo junto na sua categoria.

Mas se você entra em pânico só de pensar em baixar o closet duma vez só, comece as poucos e faça pequenas categorias, prateleira à prateleira. A medida que surgir novos itens em novos lugares apenas adicione.

O que acho importante fazendo tudo de uma vez só é que você passa a ter mais ideia do volume de cada item, e de repente você vai se dar conta que tem 5 calças parecidas, 2 camisas idênticas, ou encontrar algum alimento duplicado e vencido… Daí você vai estar pronto para próxima etapa!

PASSO 3/6: 💒 Desapegue

Uma vez que você tenha os itens categorizados você vai ter uma ideia melhor do que realmente faz sentido manter.
Você vai encontrar muitas coisas que nem usa mais, ou que já tinha esquecido, ou que já não serve.
Portanto nessa hora eu gosto muito de aplicar o método de Marie Kondo e perguntar O QUE LHE TRAZ ALEGRIA!

Há milhares de críticas e clichês ao Konmarie, mas eu aplico e concordo com esta técnica na seleção,particularmente.

Você deve pegar, talvez nao todas mas as peças em que você tiver mais dificuldade de decidir se mantem ou desapega, e perguntar a si mesmo se aquele item lhe traz algum tipo de satisfação e bom sentimento.

O que eu costumo ver muito nos clientes é que eles se percebem guardando memórias antigas e não tão agradáveis, e talvez nunca tenham se perguntado o porque aquilo ainda está lá e ainda está trazendo aquela energia/sensação ao ambiente.

Pode ser um presente de um ex, de uma amiga que você se desentendeu, de um parente falecido… inumeras situações que nem sequer questionamos porque mantemos. Entao esta é a hora! 😉 Você provavelmente vai encontrar também,especialmente no closet, peças que você gosta mas por algum motivo não está usando. Pode ser que esteja manchada, sem um botão… enfim, separe para o conserto!

É nesta hora que eu gosto muito de fazer uma lista do que eu vejo que está em falta para providenciar, sejam roupas, comidas ou itens de higiene, conforme o cômodo que você estiver trabalhando.

Afinal terão basicamente três pilhas padrão: O que MANTEM, o que necessita REPARO, o que vai para DOAÇÃO.
Na hora do desapego existem milhares de técnicas e podemos falar mais delas em outro momento, mas gostaria de deixar duas perguntas que me ajudam muito nesse processo:

1 – Sera que não existem outras pessoas que precisam mais disso do que eu hoje? 😇

2 – Se este item estivesse disponível na loja hoje, eu o compraria? 

Confira os próximos 3 passos no artigo seguinte 😉

Deixe uma resposta